instagram.com/_nandaandrade_ https://plus.google.com/+ThebeautyofficeBr1/

Você precisa encontrar o que você ama

23 de mai de 2013


Estou em uma fase de reflexão. Não sei bem explicar o porquê comecei a pensar de mais na vida, mas tenho reconsiderado as minhas escolhas e revisto os caminhos que me trouxeram até aqui. Será que estou vivendo o meu sonho? Ou estou vivendo a vida do jeito que eu acho que deve ser? Serei feliz fazendo o que faço pelo resto da minha vida?

Perguntas e mais perguntas têm surgido e para buscar respostas gosto de ler, ler, ler... Tenho lido muitos livros e textos que me inspiram e que trazem uma mensagem que tenta aquietar as minhas indagações.

Na minha cabeceira atualmente está o livro da biografia de Steve Jobs, além disso, tenho lido alguns textos de discursos feitos por ele que são muito inspiradores. Vou colocar aqui os trechos que me marcaram muito e achei que merecia ser compartilhado com vocês.

"Às vezes a vida te bate com um tijolo na cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me fez continuar foi que eu amava o que eu fazia. Você precisa encontrar o que você ama. E isso vale para o seu trabalho e para seus amores. Seu trabalho irá tomar uma grande parte da sua vida e o único meio de ficar satisfeito é fazer o que você acredita ser um grande trabalho. E o único meio de se fazer um grande trabalho é amando o que você faz. Caso você ainda não tenha encontrado (o que gosta de fazer), continue procurando. Não pare. Do mesmo modo como todos os problemas do coração, você saberá quando encontrar. E, como em qualquer relacionamento longo, só fica melhor e melhor ao longo dos anos. Por isso, continue procurando até encontrar, não pare".


“O tempo da gente é limitado, portanto não o desperdicem vivendo a vida de outra pessoa. Não caiam na armadilha do dogma – que é viver pelo que resulta do pensamento de outros. Não deixem que o barulho da opinião desses outros sufoque sua voz interior. E, o mais importante, tenham a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles, de algum jeito, já sabem o que vocês realmente querem se tornar. Todo o resto é secundário.

Quando eu era jovem, havia uma publicação incrível chamada The Whole Earth Catalog [tradução livre: O Grande Catálogo da Terra], que foi uma das bíblias da minha geração. Foi criada por um sujeito chamado Stewart Brand não muito longe daqui, em Menlo Park, e Brand deu vida a esse projeto com um toque poético. Isso foi no final dos anos 60, antes dos computadores pessoais e da editoração eletrônica, de modo que tudo era feito com máquinas de escrever, tesouras e câmeras Polaroid. Foi uma espécie de Google em forma de livro, 35 anos antes do surgimento do Google: era idealista, cheio de recursos legais e ótimas sacadas.

Stewart e sua equipe publicaram várias edições de The Whole Earth Catalog, e então, quando a publicação já tinha cumprido sua missão, lançaram um último número. Era meados dos anos 70 e eu tinha a idade de vocês. Na contracapa dessa última edição, havia uma fotografia de uma estrada rural ao amanhecer, o tipo de lugar ideal para, com algum espírito de aventura, sair pedindo carona. Abaixo da foto, os seguintes dizeres: “Mantenha-se ávido, mantenha-se insensato”. Foi a mensagem de despedida quando deixaram de publicar o catálogo. Manter-se ávido. Manter-se insensato. Sempre desejei isso para mim. E hoje, quando vocês se formam e recomeçam na vida, desejo o mesmo para vocês. Mantenham-se ávidos. Mantenham-se insensatos. Muito obrigado a todos.”
– Steve Jobs

1 comentários:

  1. É isso aí, Nanda! Temos que encontrar o que amamos e o que nos move. É fato que nunca viveremos uma vida 100% perfeita e feliz, mas sabendo o que nos move e o que nos faz vibrar, fica mais fácil superar os momentos difíceis. E eu descobri, por acaso e recentemente, o que me faz vibrar e pulsar!!! Espero que você também encontre! :)

    ResponderExcluir

Todos os comentários aguardam por moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...