instagram.com/_nandaandrade_ https://plus.google.com/+ThebeautyofficeBr1/

Resenha: O Teorema Katherine

11 de jun de 2013

Autor: John Green
ISBN: 9788580573152
Tradutor: Renata Pettengill
Ano: 2013
Páginas: 304
Editora: Intrínseca

Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
Como eu havia comentado no post sobre o Kobo (leitor de livros digitais), eu vou começar a colocar aqui no blog a resenha de alguns livros que tenho lido. Resolvi começar por um autor que me encantou de cara: John Green. Infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler os outros livros dele: A Culpa é das Estrelas e Quem é você, Alasca? . Já tenho os dois e estão na fila de espera para serem lidos. =)

Em O Teorema Katherine conhecemos nosso personagem principal Colin Singleton, um garoto que tem dificuldades de se relacionar, é muito inteligente e ama anagramas. Ele tem apenas um verdadeiro amigo: Hassan. A história de Colin começa a ficar estranha quando leva um pé na bunda de sua décima nona namorada, mas a estranheza na história é pelo fato de que todas as suas namoradas tinham exatamente o mesmo nome: Katherine. Há algo errado ai, não é!?

Para desvendar seu histórico amoroso, Colin bola um teorema que determinará quanto tempo um relacionamento durará, e qual dos dois terminará, determinando quem será o Terminante e o Terminado! Pela experiência de vida dele todo relacionamento é previsível, não é mesmo!? Mas pode ser que não seja tudo tão matemático e previsível assim.

Depois do fim desse último relacionamento, Colin e Hassan partem em uma viagem de carro sem rumo. Acabam chegando em Gutshot, no Tennessee. Lá eles conhecem Lindsey, que resolve dar um emprego de verão para os meninos. A estória toda se passa nessa pequena cidade, e tudo gira em torno dos términos do Colin e do porquê eles tiveram que acontecer.

O livro tem dosagens de humor, o que torna a história mais leve e divertida. Os personagens são bem construídos e a narrativa é em terceira pessoa o que faz com que o livro tenha fluidez. Apesar de ser do tipo de livro que a gente não consegue parar de ler até chegar na última página, teve momentos em que fiquei irritada com o Colin, achei ele enjoado, pedante, depressivo e cheio de mimimis. De todos os personagens, Hassan – o melhor amigo, é o mais simpático e cativante, e é ele que garante boas risadas ao longo da história.
“Eu serei esquecido, mas as histórias ficarão. Então, nós todos somos importantes — talvez menos do que muito, mas sempre mais do que nada.” p.283
O Teorema Katherine proporciona ao leitor agradáveis horas de distração, pois mesmo não simpatizando tanto com Colin, o personagem pode surpreender com os seus pensamento profundos e reflexões sobre a superação, persistência, a importância dos acontecimentos diários... No geral, é um livro gostoso de ler.

0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários aguardam por moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...